segunda-feira, 25 de junho de 2012

14º Capítulo - 15º Caixinha


Cap.XIV.

Em dezembro de 2005. O casamento de Leticia e André.

                       
Os pais do noivo resolveram vir fazer o casamento e a festa aqui em Goiânia, com a finalidade de evitar constrangimento para a Leticia, pois seu pai José Toledo se negou levá-la ao altar.
E assim aconteceu e jamais esquecerei do nervosismo de minha filha, ao entrar na Igreja, sempre olhando para trás a fim de ver como última esperança, o pai vindo pegá-la e levá-la ao altar. Que engano, Enquanto eu chorava no altar, minha filha entrava na Igreja sozinha e chorando, Meu Deus, será que merecemos isso? Pergunto a mim mesma, até os dias de hoje.
E ao entrar sozinha, meu filho, Paulo, não suportou aquilo, levantou-se de seu banco e foi buscar a irmã pelo braço e levou-a ao altar. 


Não teve quem se contivesse no choro. Foi emocionante e ao mesmo tempo triste a falta de um pai vivo nessa hora tão importante na vida de uma filha, negar-se desse jeito tão primitivo.  Hoje eu entendo porque: "Leia meu texto, no blog: Cheiro de Flor" - OS EFEITOS DO DESAMOR!
Foi uma festa maravilhosa, dançamos, nos divertimos ate a madrugada.
Sentia a felicidade de minha filha, mesmo com aquela decepção atravessada no peito, pela traição do pai que tanto ama. 
Mas enfim, Leticia e Andre se casaram hoje tem uma filhinha, Luiza, de 3 anos e são muito felizes.



                                   HAJA LUZ EM SUAS VIDAS !


Fonte: Do livro: O Amor Ensina (Para minha família)
Autor: Elcely Dourado

2 comentários:

Anônimo disse...

MORAL DA HISTÓRIA: "Não se esconda inteiro para dissimular apenas um pedacinho de si.
Aqui mora toda dor, mágoa, ressentimento em relação a pessoa que menos esperava fazer os filhos sofrerem a dor do desamor...
O amor-próprio , mesmo não sendo sempre condenável, é a fonte de todo o mal.

Elcely Dourado disse...

Depois de longos anos de baixa auto-estima. Eu consigo dizer o que penso, faço o que quero insisto quando enfrento dificuldades, não tenho vergonha de desistir,saber que sou capaz de sobreviver aos meus fracassos, seguir meu caminho, mesmo estando só o que nunca aconteceu porque o amor de meus filhos e netos engloba todo o mal que ja nos causaram.
Elcely